Enxaqueca: 4 dicas simples que te ajudam no tratamento

Primeiramente, hoje vamos falar sobre enxaqueca e como amenizar e até evitar os sintomas.

Você sente dores de cabeça com muita frequência? Essas dores são fortes o suficiente para atrapalhar seu dia?

Talvez, não seja uma simples cefaléia. Afinal, é bem comum que enxaqueca e dor de cabeça sejam confundidas. 

Conhecer quais são os sintomas da enxaqueca pode lhe ajudar principalmente a distinguir uma simples dor de cabeça ou um mal-estar desse problema. 

Além disso, você poderá ter maior qualidade de vida e se tratar de forma adequada.

A enxaqueca é um distúrbio neurológico e crônico que provoca sintomas como dor de cabeça intensa, recorrente e pulsante, náuseas e vômitos, além disso, tonturas e sensibilidade à luz. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde – OMS, as mulheres são acometidas pela enxaqueca, em média, quatro vezes mais do que os homens. 

Os fatores que podem desencadear uma crise são inúmeros. 

E vão desde: 

  • a ingestão de determinados alimentos (chocolate, queijos, embutidos, bebidas alcoólicas entre outros), 
  • passando por alterações hormonais, 
  • insônia e uso de cigarro, 
  • até a exposição a situações de estresse e certos perfumes/aromas. 

Ou seja, as crises de enxaqueca são desencadeadas por gatilhos que estimulam uma resposta orgânica. 

Então, o ideal é que a própria pessoa aprenda a identificar o que dá início aos sintomas e, a partir daí, comece a evitá-los. 

Os 8 sintomas mais típicos das enxaquecas: 

  1. Agitação
  2. Irritabilidade
  3. Náuseas
  4. Vômito
  5. Fotofobia (sensibilidade à luz)
  6. Fotofonia (sensibilidade aos sons)
  7. Osmofobia (sensibilidade a certos odores)
  8. Além da dor latejante e intensa, geralmente unilateral

O diagnóstico é clínico e sempre baseado no levantamento das queixas da pessoa e no histórico familiar.  

Mas, de forma geral, a dor vem acompanhada de 3 ou 4 sintomas. 

Mudanças no estilo de vida, para evitar os gatilhos que disparam a dor, são atitudes simples mas fundamentais para minimizar e até mesmo evitar as crises. 

Portanto, se você ou algum familiar já teve enxaqueca, preparamos uma lista com dicas que podem ajudar a lidar com o problema. 

4 Dicas simples para Reduzir a Enxaqueca 

Dica 1 

Faça refeições leves, equilibradas e, de preferência, no mesmo horário.

Não pule refeições, afinal, o jejum é um dos principais fatores desencadeantes das crises. 

Procure evitar também os alimentos e bebidas que possam provocar a dor. Desse modo hidratação é muito importante. 

Dica 2

Pratique alguma atividade física com frequência, isso te ajudará a aliviar a tensão e o estresse, que podem ser gatilhos para as crises. 

Além disso, não esqueça de reservar um tempo para o lazer e para os momentos de calma.

O relaxamento é um importante aliado na hora de evitar/amenizar os sintomas da enxaqueca. 

Dica 3

Evite tomar remédios por conta própria. Afinal, tomar qualquer analgésico, com frequência, não é o tratamento mais adequado.

E isso pode, inclusive, fazer com que seu organismo fique tolerante ou dependente de alguns remédios. 

A enxaqueca é uma doença que tem tratamento específico e um especialista pode dizer qual é o mais indicado para o seu caso.

Dica 4

Por fim, invista em massagens relaxantes. Elas podem ser grandes aliadas no combate à dor.  

Principalmente, durante as crises, uma vez que as massagens melhoram a circulação e diminuem a tensão. 

Você conhece alguma outra dica para reduzir a enxaqueca? Conta nos comentários pra gente.

Leia mais:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Participe da nossa newsletter e mantenha-se informado!