Você já teve inchaço nas pernas?

Hoje vamos falar de inchaço nas pernas, também chamado de edema pelos profissionais da saúde. 

Pernas e pés inchados podem ter diversas causas. Nesse sentido, desde as mais simples, como uma pancada, até situações mais complicadas requerem cuidados específicos.

Além disso, quando o inchaço não está relacionado a doenças crônicas ou outros problemas de saúde, eles podem acontecer devido à má circulação de sangue, que consequentemente leva ao acúmulo de líquidos. 

Nesse sentido, massagens no local e escalda pés são grandes aliados no alívio dos sintomas. 

Quando o inchaço se mantém por mais de um dia ou está acompanhado de outros sintomas como dor, vermelhidão e dificuldade para caminhar, procure por ajuda médica.

Portanto, nos casos mais simples, para garantir que não piore a situação, algumas mudanças no seu estilo de vida podem ajudar a amenizar os sintomas. 

5 hábitos que podem prevenir o  inchaço nas pernas. 

1 – Ficar na mesma posição por muito tempo

Em primeiro lugar, evite ficar em pé ou sentado por mais de duas horas. Se seu trabalho exige isso, é importante fazer alguns intervalos, aproveitando para se movimentar e alongar.  

2 – Medicações

Algumas medicações podem provocar maior acúmulo de líquidos e consequentemente inchaço nas pernas e pés. 

Portanto, consulte o médico que prescreveu o medicamento para relatar o efeito colateral e verificar com ele o que pode ser feito. 

3 – Trombose

Além do inchaço em uma das pernas de forma repentina, a Trombose Venosa Profunda também causa dor intensa, dificuldade de mexer a perna e vermelhidão. 

Este é um problema comum em idosos, grávidas e pessoas com histórico familiar. 

Neste caso é recomendado que, tão logo os sintomas surjam, a pessoa procure por ajuda médica o mais breve possível, a fim de evitar evolução e complicação da doença. 

4 – Pancadas fortes

Algumas pancadas mais fortes nas pernas e pés podem provocar rompimento de pequenos vasos sanguíneos e, consequentemente, uma inflamação no local. 

Nestes casos, o inchaço pode estar acompanhado, por exemplo, de dor intensa na região, mancha escura, vermelhidão e calor. 

Nesta situação, o recomendado é aplicar uma compressa fria no local. Caso o inchaço e a dor não desapareçam em até uma semana, procure por um ortopedista.  

5 – Envelhecimento

Com o avanço da idade, as válvulas presentes nas veias das pernas, que ajudam o sangue a circular, vão se tornando mais fracas, o que dificulta o retorno do sangue para o coração e provoca o seu acúmulo nas pernas. 

Neste caso, também vale evitar ficar na mesma posição (sentado ou em pé) por muito tempo, fazendo pequenos intervalos e elevação das pernas ao longo do dia. 

Caso o inchaço seja recorrente compartilhe a situação com o médico que já cuida do idoso para que ele investigue as possíveis causas.  

Você já adota algum destes hábitos listados acima em sua vida? Comente aqui o quanto ele faz diferença para você. 

Leia mais:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Participe da nossa newsletter e mantenha-se informado!